Buscar
  • RUN

Bolhas nos pés: o que fazer

Problema acomete boa parte dos corredores e pode ser muito incômodo com o tempo; Veja como evitar e formas de tratamento

O atrito repetidamente da pele com alguns materiais pode causar as incômodas bolhas, que atormentam os atletas, em especial os que correm longas distâncias. Basta um tempo maior do pé roçando na meia e no tênis que logo elas surgem. Mas você sabe o motivo pelo qual as bolhas aparecem?


Elas, na verdade, surgem por uma boa causa! Apesar de não serem muito agradáveis, as bolhas nascem como uma proteção do corpo. Quando a pele fica irritada, as camadas da derme e da epiderme se separam e, com isso, surge a bolsa líquida entre elas. O sistema imunológico faz com que o fluxo sanguíneo aumente na região, e o líquido se forma para proteger o local afetado e prevenir infecções.


Além do atrito, as micoses provocadas por fungos e o excesso de umidade nos pés também podem causar o problema.


Cuidados com os pés


Como fazer para que as indesejáveis bolhas não surjam? Comece pelo calçado.

Não use tênis muito apertado, nem amarre muito firme ou deixe muito frouxo. Qualquer brecha para que o atrito aconteça pode originar uma bolha. Boa parte dos atletas costuma comprar tênis um número maior, para que o pé se expanda sem problemas, possa respirar dentro do calçado e tenha uma certa mobilidade sem causar qualquer tipo de fricção.


Por falar nela, a respiração é outro fator importante para os pés, ainda mais quando eles passam algumas horas dentro do tênis. Usar meias com materiais adequados e que favoreçam a transpiração dos pés, além de evitar as bolhas, impede que surjam micoses -- isso é, em especial, mais importante em cidades quentes, como João Pessoa.


Uma opção para quem já faz tudo isso e mesmo assim sofre com bolhas é o uso de produtos que eliminem o atrito – existem alguns no mercado brasileiro específicos para isso - ou mesmo um band-aid ou esparadrapo, dependendo da intensidade do atrito, podem ajudar.


A bolha surgiu!


A primeira coisa que todos querem fazer é estourá-la, é claro. Mas lembre-se: o líquido está ali para proteger sua pele. Por isso, evite ao máximo mexer na bolha. Deixe que ela estoure com o tempo quando a pele já estiver recuperada.


Caso ela persista e você não consiga correr, estoure cuidadosamente. Utilize uma agulha ou alfinete esterilizados, retire todo o líquido e não arranque a pele que cobre a bolha. Se necessário, faça um curativo para evitar a exposição e um novo atrito. Tome cuidado: furar uma bolha sem os cuidados de higiene pode causar infecção.


E mais do que tudo, cuide dos seus pés. Passe hidratante ou óleos, fique descalço e permita que os pés respirem tranquilamente. Afinal, os pés são essenciais para nós, corredores!

0 visualização

© 2018 por MMJPA. Orgulhosamente criado por MMJPA.